,

Calibrar os pneus com nitrogênio. Vantagens?

A calibragem dos pneus requer alguns cuidados. Para acertar na pressão, o primeiro passo é que eles estejam frios. Outra dica é que a calibragem seja feita com nitrogênio ao invés de ar comprimido, já que esse gás mantém a pressão constante em todas as temperaturas e por mais tempo, fazendo com que os pneus sofram menos desgaste.

O nitrogênio é um gás inerte, não inflamável, ou seja, ar seco sem oxigênio. Calibrar o pneu com nitrogênio é uma ótima alternativa. Esse gás mantém a pressão do pneu constante em todas as temperaturas e se ocorrer alguma alteração na pressão, ela será bem pequena. A grande vantagem do nitrogênio em relação ao ar comprimido é que ele não se dilata, o que ocorre bastante com o ar comprimido, uma vez que em sua composição a umidade é elevada, ou seja, quando aquecido ocorre evaporação e, em conseqüência, o aumento da pressão.

Já o nitrogênio mantém a calibragem por mais tempo, facilitando a vida do motorista que vai precisar verificar a pressão menos vezes, se comparado ao uso do ar comprimido.

O resultado disso é que o pneu pode sofrer menos desgaste, já que a pressão se manterá dentro dos limites estabelecidos pelo fabricante. O grande problema do ar comprimido é que com as alterações de pressão o pneu sofre deformações, indo da falta de ar ao excesso em um curto espaço de tempo. Essas constantes transformações causam desgaste prematuro. O uso do nitrogênio é muito empregado em competições, em que a performance exige precisão de segundos. Mas vale ressaltar que a manutenção do pneu é que garante sua longevidade, ou seja, mesmo com nitrogênio a inspeção da pressão é necessária, embora em tempos mais espaçados.

A ausência do oxigênio (O2) evita – ou pelo menos diminui, já que ele estará presente em quantidades mínimas – a oxidação da borracha na parte interna da câmara ou do pneu.
Uma dificuldade que o nitrogênio apresenta é que, muitas vezes, é difícil encontrar locais com nitrogênio à disposição. Daí, temos de calibrar os pneus com ar normal e essa mistura de ar quebra os possíveis efeitos positivos do nitrogênio.

Se você for calibrar os pneus do seu carro com nitrogênio, use sempre os mesmos índices de pressão recomendados para o ar comprimido. Os valores não mudam.
É possível misturar ar comprimido com nitrogênio, mas, nesse caso, o nitrogênio perderá algumas de suas vantagens. O recomendável calibrar os pneus só com nitrogênio ou só com ar comprimido para obter melhores resultados.

Lembre-se: a calibragem, seja ela com ar comprimido ou com nitrogênio, deve ser feita somente com os pneus frios.

One Comment

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *