, ,

Problemas comuns em suspensões

Problemas na suspensao

Componentes de suspensões, incluindo molas, amortecedores, barras anti-rolamento, braços de controle e outras partes são como tropas de combate na linha de frente: todos os dias levam uma surra das ruas esburacadas, trilhos de trens, chuva, neve, cascalho, todos os tipos de sujeira e poeira, e aqueles pedaços de metal ou lixo que motoristas veem em cima da hora e não dá para desviar.

Nestas condições, praticamente qualquer componente da suspensão pode se estragar ou desgastar graças aos anos de uso e abuso, resultando em uma série de sintomas e/ou barulhos que devem servir como seu despertador para levar seu carro ao médico. Aqui estão alguns dos problemas mais comuns que motoristas provavelmente vão encontrar:

  • Alinhamento precário:

    As rodas precisam estar apontando na direção certa (literalmente) e estarem alinhadas para convergência, curvatura e rodízio. Se não estiverem, sua direção não vai estar centralizada quando você está andando em linha reta e os pneus vão se desgastar. As rodas ficam desalinhadas por causa de buracos e curvas, mas alinhar as rodas não vai consertar molas, braços controladores e outras partes danificadas, que afetam o alinhamento. Quando você comprar pneus novos, é uma boa ideia checar o alinhamento para que problemas de suspensão não encurtem a vida útil dos pneus.

  • Amortecedores:

    Na verdade, eles deveriam ser chamados de “abafadores” e quando eles estão desgastados, você deve perceber que o carro pula mais em um desnível ou que está balançando muito mais em estradas irregulares porque eles não conseguem manter os pneus plantados no chão. Amortecedores contêm fluido que amortece o balançar, e quando começam a vazar, sua performance vai se deteriorar.

  • Molas:

    Elas seguram o peso do carro e, quando começam a se desgastar, elas podem perder a firmeza ou quebrar. Se seu carro estiver em um piso plano, mas um lado estiver mais baixo do que o outro, isso é um sinal de que as molas estão danificadas. Você pode medir a altura dos lados para confirmar sua impressão visual. É possível que você também escute barulho de lataria quando estiver passando sobre desníveis e seu carro pode não estar fazendo curvas com confiança, pois uma mola danificada não consegue controlar o peso que ela está sustentando.

  • Juntas esféricas:

    São pontos de pivô que unem a suspensão às rodas, e absorvem uma parte do impacto de movimento verticais como também rodam quando o ângulo da direção muda. Você saberá que precisam ser trocados quando escutar um barulho de chiado ou rangido, principalmente quando estiver fazendo uma curva. E você saberá que demorou demais para trocar se uma junta esférica quebrar e partes da suspensão estiverem se arrastando na estrada. Um mecânico consegue perceber se precisam ser trocadas pela quantidade de movimento da roda que eles conseguem forçar com a mão ou, em alguns casos, pelos indicadores de desgaste nas juntas esféricas.

  • Braços de controle:

    São dobradiças que seguram as rodas na estrutura e conectam a direção às rodas. Assim, quando você gira um, o outro responde. Buchas de braços de controle mais baixas tendem a se desgastar mais em carros com tração dianteira do que em carros com tração traseira. Buchas são partes de borracha e/ou metal que ajudam a absorver impacto. Quando se desgastam, podem causar problemas de direção e de manejo e podem acelerar o desgaste dos pneus. Um braço de controle torto também pode fazer isso. Os sinais de desgaste incluem chacoalhar ou barulhos de lataria – porque as rodas se mexem para frente e para trás durante a aceleração e o freio – e direção solta e imprecisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *