,

[REVIEW] Ford EcoSport SUV 2018

O Ford Escape tem um novo irmãozinho chegando.

Ford ecosport

O Ford EcoSport se juntará ao movimento dos crossovers subcompactos no início de 2018, trazendo um estilo familiar da marca, um nome estranhamente genérico e uma conectividade de segmentação milenar.

Características do Ford EcoSport 2018

O concorrente do Honda HR-V e do Mazda CX-3 oferecerá tais escolhas de motor: O motor turbo de 1.0 litro com três cilindros e um quatro cilindros de 2.0 litros. Cada motor será pareado com um câmbio automático de seis marchas e um motor de maior cilindrada vem com tração nas quatro rodas como padrão. Economia de combustível será apoiada pelo recurso de partida e parada automática.

Os dados de performance não foram divulgados, porem o Ford Fiesta entrega 123 cavalos de seu turbo 1.0 litros, dando o retorno de 35 mpg (14 km/l) em nossos testes.

Atualização da matéria pós Detroit Auto Show 2017

O EcoSport terá o sistema “Ford Sync 3” de informação e entretenimento com uma tela de oito polegadas que repousa como um tablet sobre o painel central. Como um telefone, a tela sensível ao toque pode ser operada com movimentos de belisco e zoom. Irá incluir integração com o “Android Auto” e com o “Apple CarPlay”, junto com uma serie de pontos de força e portas USB. Uma saída de 110 volts será oferecida para carregar outros dispositivos. Usando um aplicativo móvel, os donos poderão ver informações como nível de combustível e quilometragem, assim como partida, travas e localização do veículo. Um nível acima de sistema de áudio será oferecido pela B&O Play, uma divisão da famosa Bang & Olufsen.

O conforto das criaturas será auxiliado por um sistema disponível de controle climático automático, bancos aquecidos, volante aquecido, teto solar e botão de partida.

A Ford declarou que o alerta de ponto cego estará disponível, apesar de não especificar quais outros recursos de segurança avançada serão oferecidos.

O EcoSport vira em quatro classes: S, SE, SES e Titanium. O SES é a variação esportiva, com suspensão e volante visando a performance, além de embelezamentos estilosos.

Curiosamente, o EcoSport usa um porta malas que abre para o lado, ao invés do comum que abre para cima. A Toyota desistiu dessa configuração quando redesenhou a RAV4, ajustando para o convencional usado pela concorrência. A impressão é que a EcoSport seria particularmente adequada para os moradores urbanos que buscam versatilidade, facilidade na hora de estacionar, porém esse tipo de porta malas necessita de espaço para abrir e pode ser um desafio quando estacionado no meio fio.

Se pensarmos nele como uma versão mais alta do Fiesta, isso aponta para um potencial sentimento substancial de “subcompactos com direção rápida”, andar louvável e bem silencioso para sua classe. Isso pode ajudar a distinguir a EcoSport entre outros competidores diminutos, que geralmente parecem carros de iniciante e produzem um cansativo ruído de estrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *