«

»

Como Trocar a Bomba de Combustível

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on TumblrShare on LinkedInPin on Pinterest

Veja o procedimento e as dicas para a substituição de uma bomba de combustível elétrica, componente essencial do sistema de alimentação do veículo, que depende da manutenção correta para bom funcionamento e durabilidade.

A função de uma bomba de combustível é deslocar o combustível que está no tanque para o sistema de alimentação do motor, suprindo, assim, todas as suas condições de trabalho, como carga, rotação e temperatura. Existem dois tipos de bombas: a mecânica, presente nos carros carburados e movida por um eixo; e a elétrica, que equipa os veículos com injeção eletrônica e é acionada por um motor elétrico.

Entre os modelos de bombas elétricas estão as do tipo interna e externa ao tanque. A primeira fica submersa e aspira o combustível do fundo do tanque, impulsionando-o através de um tubo de abastecimento aos bicos injetores. A segunda, do tipo externa, está fixada no chassi do veículo, próxima ao tanque ou ao motor, e suga o combustível por um tubo coletor dentro do tanque.


A Delphi, fabricante do produto, explica que a bomba é classificada ainda em modular, que conta com um reservatório de plástico para alojar a bomba, o filtro e o medidor de combustível, que geralmente são substituídos em conjunto; e não modular, em que os itens do conjunto são trocados separadamente. Dentro da bomba são encontrados os seguintes componentes: motor elétrico, conjuntos de alta pressão e em alguns casos um pré-filtro.


De acordo com a Bosch, o funcionamento ideal da peça depende das condições dos itens que compõe o sistema de alimentação, ou seja, filtros, pré-filtros, mangueiras e combustíveis de qualidade. “Na bomba propriamente não há manutenção, assim é necessário cuidar da substituição do filtro de combustível e pré-filtro nos intervalos indicados pela montadora. Desta forma a bomba de combustível trabalhará em condições adequadas tendo maior durabilidade”, analisa Paulo Souza, gerente de Assistência Técnica da Bosch.

Sem reparo

Os sintomas de avarias na bomba de combustível podem ser verificados nas seguintes situações: baixo desempenho e falhas do motor devido à pressão e/ou vazão insuficiente”, aponta Jair silva, coordenador de assistência técnica da Brosol. “Rodar com o carro constantemente na reserva também pode comprometer o bom funcionamento da bomba de combustível, pois é refrigerada pelo combustível”, completa.

“A falta de manutenção preventiva pode prejudicar a bomba de combustível e ocasionar alguns problemas como a diminuição da vazão em situações de maior carga aplicada ao motor e rotação um pouco mais elevada que irá exigir mais combustível, uma queda de pressão, o que acarretará falhas no motor e, no caso da bomba parar de funcionar, o motor do veículo também não irá funcionar por falta de combustível”, alerta o gerente da Bosch.

De acordo com a Delphi, alguns parâmetros do scanner de diagnose também podem indicar falhas de funcionamento da bomba, desde que as informações sejam interpretadas corretamente pelo mecânico, como por exemplo, tempo de injeção alto, grandes correções de BLM, baixo retorno de tensão do sensor de oxigênio. Além disso, deve ser realizado o teste de bateria e alternador para checar seu desempenho e a parte elétrica do veículo, principalmente aterrametos. Com o manômetro é possível verificar se a pressão está dentro dos limites especificados pelo fabricante. No teste de vazão com o rotâmetro ou na coleta, pode-se verificar o volume de combustível.

A Bosch alerta que não existe reparo de bomba de combustível, uma vez diagnosticado problemas, a bomba deve ser substituída, pois trata-se de um produto “selado”, que se for aberto perde a garantia de funcionamento perfeito.

Super aquecimento, andar sempre na reserva, entupimento do filtro e pré-filtro forçam o motor elétrico que pode queimar. “È possível realizar a troca dos filtros, e em alguns casos, mangueiras e conexões preventinamente”, diz o técnico da Brosol.

Na hora de comprar uma bomba de combustível para reposição, o reparador deve ficar atento à utilização de peças remanufaturadas e recondicionadas, bastante oferecidas nas oficinas mecânicas para baratear o custo do serviço e condenadas pelos fabricantes do produto. “É importante lembrar que o preço, apesar de ser mais em conta na visão do consumidor, pode sair caro em um espaço curto de tempo, com as conseqüências de deixar o motorista pelo caminho”, analisa Souza.

A Brosol argumenta que algumas oficinas dizem que “recuperam” o motor elétrico da bomba, mas a qualidade, a durabilidade, o desempenho, a garantia e, principalmente, a segurança (lembre-se que a peça trabalha dentro do tanque) nunca será a mesma de um componente novo. Tomado todos os cuidados com relação a manutenção e qualidade do combustível, a vida útil estimada da bomba de combustível elétrica é de 100 mil km.

Procedimentos de troca

Os fabricantes de bomba de combustível indicam a limpeza do tanque e substituição dos filtros, mangueiras e abraçadeiras toda vez que trocar a peça. O novo componente deve ser retirado da embalagem somente na hora da instalação.

“Vale ressaltar alguns detalhes do procedimento, como a aplicação correta do produto; seu posicionamento dentro do tanque, ou no suporte em que ela é fixada; as condições do pré-filtro e filtro de combustível e as mangueiras. Cuidados com as conexões de combustíveis, mangueiras, presilhas e conexões elétricas de forma que tanto na hora da retirada quanto na hora da colocação não haja danos, além disso o sistema deve estar despressurizado”, diz Souza.

Passo-a-passo

Na maioria dos casos, a peça pode ser removida por meio de um painel de acesso no compartimento de passageiros, apesar de que, em alguns veículos, é necessário retirar o tanque de combustível. Acompanhe o procedimento de desmontagem e montagem da bomba injetora BCD00123 da Delphi, que equipa o Fiat Palio Weekend (exemplo ilustrativo).

1) A primeira providência que o técnico deve tomar é atender às normas de segurança, com o uso de extintores de incêndio e óculos de proteção, além de seguir as orientações da norma ABNT NBR14752 Veículos Rodoviários Automotores – Bomba Elétrica de Combustível – Ensaios de Manutenção – e trabalhar com o veículo no regime de marcha lenta para realização dos testes.

2) Verifique a performance do sistema elétrico por meio dos testes de bateria, que deve suportar uma descarga controlada de acordo com a recomendação do fabricante, por 15 segundos, e no final do teste a tensão entre os pólos não pode ser menor que 9,6 V (de acordo com a temperatura). Tensão de alimentação da bateria, verificando se a tensão do alternador que chega até os terminais está entre 13,5 V a 14,7 V (para sistemas 12 V). Corrente do alternador, checando a produção de corrente do alternador, comparando com a especificação do veículo. Tensão de alimentação na bomba de combustível em funcionamento, que deve ser igual a tensão de alternador.


3) Com o sistema despressurizado, conecte o manômetro na linha de combustível, funcione o veículo e verifique se a pressão está dentro dos limites especificados, que varia de acordo com cada veículo. Em seguida, verifique também o volume de combustível que a bomba pode fornecer. O teste pode ser realizado com rotâmetro acoplado na linha ou coletando o combustível com um “becker” graduado na linha de retorno. A vazão mínima é dada em l/h e pode ser consultada com o fabricante do produto.

4) Ainda com o manômetro, avalie a estanqueidade do sistema, desligando a ignição e verificando se existe queda de pressão. Quedas acentuadas no sistema indicam vazamentos na linha de combustível.

5) Caso necessite de substituição, despressurize o sistema e solte a tampa metálica e os conectores de entrada e saída de combustível, o conector elétrico e o conector de sensor de nível (bóia).

6) Retire o módulo de combustível, que contém todo o conjunto da bomba. Remova o sensor de nível e o pré-filtro. Este último sempre deve ser trocado por um novo.

7) Solte a trava de fixação e retire a tampa do módulo para desmontá-lo. Desconecte os terminais elétricos e a mangueira.

8 ) Ao iniciar a montagem, limpe o módulo, com atenção para o anel de vedação de borracha do fundo do caneco, que deve estar em ordem ou ser trocado. Verifique se há trincas na flange do módulo e nas travas. Em caso de vazamento o cheiro de combustível no interior do veículo ficará muito forte.

9) Encaixe o pré-filtro. A mangueira de combustível já vem acoplada à nova bomba. Agora, monte o anel de vedação.

10) A colocação da bomba no módulo deve ser feita com atenção para que o pré-filtro encaixe na posição correta.

11) Coloque a tampa e feche todas as travas. Coloque a abraçadeira na mangueira da flange e encaixe-a no módulo.

12) Em seguida, instale o anel de trava da flange com ajuda de uma chave de canhão.

13) Acople os conectores elétricos e encaixe o pré-filtro externo. Não esqueça do anel “o’ ring” e do conector de sensor de bóia. (foto 13 A). Neste momento é obrigatório que se faça a verificação do tanque de combustível para remover qualquer sujeira. Encaixe o conjunto no veículo.

13       13A

14) Antes de entregar o veículo, faça o teste de performance final, realizando novamente todos os testes iniciais.

 

Própria para bi-combustível

O funcionamento das bombas para veículos bi-combustíveil é basicamente o mesmo das convencionais, com exceção de alguns componentes internos construídos com materiais adequados para trabalhar com os dois combustíveis, principalmente para evitar a corrosão do álcool, que gera inclusive faíscas. “A vida útil da bomba que é específica para a gasolina fica comprometida quando aplicada nos carros flex, em função do uso do álcool”, alerta Souza.

Evitar o uso de combustível adulterado é o ideal, afinal causa desgastes excessivos dos itens internos e pode prejudicar não somente a bomba, mas todos os componentes que tem contato como as mangueiras da linha de combustível, além disso, o rendimento do motor e consumo também serem prejudicados.

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on TumblrShare on LinkedInPin on Pinterest

21 comentários

  1. breno disse:

    Tenho um palio 1.5 mpi 96 e estou com problemas de borra dentro do tanque, já levei em dezenas de oficinas mas ninguém consegue achar o problema, troquei tudo e nada de parar. em 01 ano já troquei 04 bombas, preciso de ajuda, se alguém puder ajuda ficarei grato.

  2. sergio disse:

    preciso da portinhola do tanque de gasolina do renault 19 RTI.
    obrigado desde ja,i

    1. Antonio ricardo disse:

      olá , estou precisando da boia do combustivel, e a portinha do do tan]nque , onde posso achar? Do RTi 19, Antonio Rio de janeiro

  3. Gino disse:

    Eu troquei o flange de combustível do Celta 2005 FLEX, mas estou com duvida a respeito de um detalhe, vou tentar explicar: o FLANGE que quebrou não tinha na base inferior do cano de retorno de combustível um redutor encaixado de plastico, e em contra partida no FLANGE novo veio com este redutorzinho de plastico,eu não retirei e isto está me deixando preocupado será que com isto o CELTA está gastando mais combustível e também pode amarrar o motor???? por favor me responda?
    T.F.A.:
    Gino Bondi.:

  4. Edmilson Silverio disse:

    Ola boa Tarde
    Gostaria de saber onde consigo alguem que possa trocar e que tenha a bomba de combustivel do ford Taurus 94 3.0 v6.

    obrigado: aguardo retorno

    1. marco aleixo disse:

      tenho uma bomba de taurus meu tel e …………

  5. José Silva Júnior disse:

    Boa tarde, tenho um clio que foi revisado a bomba de combustível e trocado alguns sobressalentes, porém, o marcador de combustivíel no painel de instrumentos continua marcando errado, fiz alguns procedimentos pedido por um especialista no área o mesmo disse que o problema é no painel de insrumentos e pode ser um tal motor de passo. Enfim já procurei essa tal peça e não encontro porque a galera diz que o motor ou atuador de passo é referente a marcha lenta.
    Porventura você sabe me informar como chama essa peça?
    Fico perdido com o combustível porque que o marcador está louco e hora acende a luz reserva com tanque cheio e hora com tanque vazio não acende me ajude por favor.
    Grato,

    José Júnior

  6. marcelo farias disse:

    Boa tarde , vou troca a bomba de gasolina do fiesta1.4 16 v ano 96
    e gostaria de uma forcinha ,se alguem poder me dar umas dicas , vou fica bastante contente. Minha duvida é quanto uma borracha no retorno do combustivel
    obrigado

  7. jefferson disse:

    como substituo a bomba de gas. do uno mille por uma eletrica,ele tem retorno,mesmo assim preciso de dosador??achei uma de 3bar externa.

  8. Antero disse:

    marcador de combustivel digittal da ranger 2007 diesel parou de marcar depois que retirou o tanque para lavar, o que deve ser?

  9. marcus vinicius disse:

    ola eu tenho uma uno 92 1.5 ela funciona muito bem no gas mas nao funciona na gasolina ja troquei a bomba de combustivel mas nada. ela é carburada nao sei o que fazer ? fico forcando ate ela pega, se ela pegar ou verifico em algum outro lugar por favor me ajudem ?

  10. benedito leite disse:

    boa tarde talvez vcs possam me ajudar, tenho um santana gls, ano 92, gasolina, e esta com um problema, qdo anda uns 80 a 100km para, aguardando um pouco da partida ele sai; e a cada 10 km retorna com o problema…a parte eletrica ja foi revisada bicos e tudo mais exceto bomba, pode ser ela q esta com defeito? aguardo retorno…desde ja obrigado…

  11. Rafael Vip3 disse:

    Onde vai conectada a mangueira de retorno de combustivel do Siena 2013?
    ou se souberem como retirar combustivel sem ter que remover o tanque pode ser tambem, Obrigado…

    1. cassio disse:

      o regulador de pressão fica na bomba, sendo assim não ha a mangueira de retorno, só a de pressão, o retorno é feito dentro do tanque, só enfiando a mangueira no tanque mesmo rrsrsrsr vai ser bem dificil

  12. selk disse:

    tenho um siena 1.0 2002 ele esta com um consumo muito alto de combustivel qual serar o problema

  13. deosdete de jesus disse:

    eu Deosdete tenho um Passat alemão e pifo a boia do tanque eu tenho procurado este produto mais não tenho achado se tiver uma enformação aonde posso encontrar me avisa por favor ? o temos que ir para Alemanha pra buscar esta peça meu muito obrigado Jesus abençõa

  14. Willian disse:

    estou presicando da tampa externa de combustivel do r19 rt ond encontro sou de sorocaba

  15. edson disse:

    tenho um fiat premio ao chegar próxima a reserva começa falha que sera?
    meio tanque não falha

  16. Ribeiro disse:

    Boa noite querido! consulte a um mecânico.

  17. cloves oliveira disse:

    troquei a parte interna da tampa de acesso de gasolina do meu palio 97 não posso mas encher o tanque porque ele transborda como se tivesse criando pressão dentro do tanque.

  18. edson disse:

    ola eu não estou concegindo montar a bomba de gasolina no lugar o q está acontecendo?

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>