«

»

Substituir cabos de ignição

Os cabos de vela são responsáveis pela transmissão da alta tensão produzido na bobina de ignição às velas do motor. Qualquer anomalia em um dos cabos pode vir a provocar:

– Falhas no funcionamento do motor;
– Dificuldade de partida;
– Consumo elevado.

Para testar os cabos basta retirá-los do motor, desconectando-o da tampa do distribuidor (ou da bobina- ignição estática) e das velas de ignição. Caso você não conheça muito bem da área, retire um cabo por vez para não trocar o seu posicionamento.

1

2

3

1- Para conectar os cabos de ignição nas velas, distribuidor ou bobina, pressione os terminais, a fim de obter um perfeito encaixe;

2- Para retirar os cabos de ignição, puxe-os pelos terminais;

3- Jamais puxe através dos próprios cabos, a fim de não danificá-los.

Os cabos após retirados devem ser testados e analisados. Para análise, verifique se não há sinais trincas ou se o mesmo não se encontra ressecado. Em caso afirmativo, o mesmo deve ser substituído.

Os cabos de ignição possuem um sistema de resistência para diminuir as interferências eletromagnéticas causadas pela alta tensão do circuito. Essa resistência pode estar incorporada ao cabo de duas maneiras: Por terminal supressivo ou cabos supressivos.

No primeiro tipo citado, os cabos não possuem resistência e sim os seus terminais (normalmente impressos). Como exemplo podemos citar os cabos utilizados no Volkswagen Santana, onde o terminal que vai na vela possui 5 kohms e o que vai na tampa do distribuidor 1kohm.

No segundo tipo é o cabo que possui uma resistência interna. Neste caso, a resistência é dada pelo comprimento do cabo. O valor, segundo a norma NBR 6880 é de 6 a 10 kohms por metro.

Supondo que você tenha um cabo de 40 centímetro de comprimento, qual deveria ser o valor da sua resistência?

Sabemos que 1 metro = 100 centímetros portanto, podemos utilizar a regra de três:

Para o valor mínimo Para o valor máximo
100 cm ——————– 6 kohms
40 cm ——————– X
100 cm ——————– 10 kohms
40 cm ——————– X
100 . X = 40 . 6
100X = 240
X = 240 / 100
X = 2,4 kohms
100 . X = 40 . 10
100X = 400
X = 400 / 100
X = 4 kohms

Podemos concluir que a resistência de um cabo com 40 centímetros varia entre 2,4 a 4,0 kohms.

Veja agora como medir a resistência do cabo com um multímetro na escala ohms.

Para medir a resistência dos cabos, proceda conforme mostra a figura ao lado. No exemplo dado (Volkswagen) essa resistência deve ser próximo a 6kohs (5 do terminal da vela e 1 do terminal da tampa). Caso a resistência esteja muito alta, o mesmo deve ser substituído. Se o valor encontrado estiver no infinito (O.L no multímetro), verifique se o terminal não está mal encaixado no cabo (para isso, basta girá-lo no sentido horário).

Para verificar se não há fugas durante o funcionamento do motor, verifique se não ocorrem estalos próximo aos cabos (não toque-os).

Tome muito cuidado ao tocar nos cabos com o sistema ligado, as tensões secundárias podem atingir cerca de 30.000 volts.

Dica: Pode ocorrer de você medir os cabos e achar os valores de resistência em ordem. Ao montar os cabos você percebe que ainda existem falhas no funcionamento do motor. As vezes, o cabo está dando mal contado quando se movimenta. Para verificar isso, basta instalar o multímetro e medir a resistência. Sem tirar as pontas de prova, movimente o cabo e verifique se o valor não vai para o infinito, indicando cabo em aberto.

Cabos que apresentarem trincas ou ressecamento devem ser substituídos.

 

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on TumblrShare on LinkedInPin on Pinterest

6 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. natalio vaszkievicz

    muito bom continuem mandando essas dicas.Tenho certeza que ajuda muita gente

  2. Hersio dias

    Caramba!! é isso ai , muito bem detalhado parabéns ……..

  3. wilson simoes

    Bom dia.
    Muito boa a explicação.

    Testei os cabos e eles deram no multimetro digital em torno de 4,6 ohm cada um e o da bobina em torno de 1,6 ohm, estaria na hora de trocar ou está correta a medição.
    Obrigado
    Wilson Simões

  4. Flávio Cabral

    Pessoal, uma parte do cabo de vela quebrou próximo na borda da vela. Agora a chave de vela não entra na vela e não consigo tira-la. Alguem tem uma idéia daquelas brilhantes. Tipo coisa de Magaiver, para eu tirar essa porr… de vela.
    Comprei a bobina e cabo de vela (Que no caso do meu carro é tudo junto) e comprei as velas, mas não consigo trocar por conta desta parte do cabo da vela que ta quebrado na vela. AguaRDO UMA AJUDA PELO AMOR DE DEUS.

  5. clovis

    tenho um gol power 1.0 8v 2004 que esta me levando a falencia o problema e quando eu ligo ele o motor funciona mais não tem aceleração da um tempinho ai ele acelera normal mais ele não pasa de 60km e todo tempo pipocando no escapamento bom ja troquei refile da bomba,sensor de rotação,limpesa nos bicos,filtro de combustive, sensor de acelerador ,bobina,jg de velas,cabos de vela,ja colocaram no computador, bom ja gastei 1.200 reais o pior e que agora o animal nem anda mais. da para a creditar.

    1. euler

      Clóvis, olha a correia dentada do motor, se ela estiver fora do ponto motor fica fraco e beberrão. confere todos os aterramentos e cabos da bateria, alternador , bateria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>