, , ,

Preço de carros novos

Carro novo

Você com certeza já ouviu ou já provou da afirmação que seu ao tirar um carro zero da concessionária ele deixa de valer alguns milhares de reais. Infelizmente esse fato é real, o que torna comprar um carro usado com muito pouco tempo uso uma melhor escolha, já que vem custando no mínimo 20% mais barato e com garantia ainda. Não é à toa que você pode comprar um Ford Fusion completo ano 2010, com o mesmo dinheiro que você comprar um Fiesta básico 2014/2015.

Se você comprar um carro com um ou dois anos de uso, você ainda vai perder pois ele vai desvalorizar, mas a regra é geral, quem perde mais sempre será o primeiro dono, mas mesmo assim você terá feito um ótimo negócio, pois você terá em mãos um carro relativamente novo mas com um preço bem mais em conta.

 

Preço de carros novos

Incentivos do governo

Mas esse comercio de carros usados não é bom para indústria, pois o mercado gira apenas em sua base, deixando os produtos parados na sua origem, ou seja nos pátios das fabricas. O governo federal vendo essa situação como meio de incentivo e no intuito de aquecer a vendas de carros novos, prove ações com reduções de impostos para os carros zero quilometro, como a famosa e marcante promoção de IPI reduzido.

 IPI reduzido

Os adicionais e seus preços

Você vai a uma concessionária, entra vagarosamente num sinal de temor, pois sabe que se sair de lá com a compra efetivada, mas vai deixar uma boa grana lá ou caso seja num financiamento vai estar ligado com essa comprar por alguns bons anos e quando você menos percebe está sendo bombardeado de opções de automóveis, uma melhor que a outra e totalmente tentador.

Mas só escolher o carro não é suficiente, após escolher o modelo lá vem o grande martírio, principalmente para quem tem recaídas em ver itens de conforto, que ajudarão no dia a dia ou simplesmente na linguagem atual, vai ser item de ostentação.

Dos clássicos direção hidráulica e vidro elétricos que ao pouco deixam de se tornar opcional para já estar incluso nas versões mais simples, aos pomposos computadores de bordo, ao indispensável ar condicionado ou o sonho de muito aquele câmbio automático. Opcionais um melhor que o outro, que passando pela voz do vendedor, parece ser indispensável e pra quem já está gastando 40, 50 mil, uns “míseros” 4 mil não farão diferença. Nesse momento tem de ser forte e não cair nessa lavagem cerebral, pois para quem não tem controle e optar por tudo que o carro pode oferecer, pode sair da concepcionária com um automóvel 30% mais caro, que vendido mais tarde, será vendido a preço de um carro liso, sem nada.

Os opcionais, como o nome diz, é um opcional. Haja com sabedoria e faça a aquisição se for necessária. Muitas vezes são vendidas coisas que você nunca usará, outras que você nem sabe para que serve e tem coisa que dá para viver sem, como o câmbio automático, já que você passou no auto escola com um carro de marcha e garantia de que você irá preferir esse tipo de cambio é mito, já que tem gente que garante que prefere estar lá, passando marcha por marcha e sentindo o carro.

 Opcionais

Taxas

Faze um e dois superadas, você já está com o carro comprado e já sabe que opcional vai levar. A concessionaria já tirou seu dinheiro, agora é hora de você tirar algo deles. Seja a documentação, o IPVA do ano pago ou até mesmo o tanque cheio. Use e abuse de seu direito, já que muitas concessionarias oferecem tal opção, mas muitas vezes pode passar batido, pela euforia do dono pelo carro novo ou pela desculpa que seu carro não está incluso na promoção.

 

Avista ou a prazo

Isso você deve pensar muito, em casa com a patroa. Antes de pensar se será a prazo ou avista, tem de se pensar na necessidade de comprar um carro novo. Será que o carrinho da família não aguenta mais um ano, esperar até o próximo feirão de descontos da rede ou o próximo incentivo fiscal? Lembre-se, que a pressa é inimiga da perfeição, e quando se está falando em carro sua economia pode ser de alguns milhares de reais.

Certo, comprar um carro novo é a decisão, agora o que vai se decidir é o modo de pagamento. Sem dúvida avista é a melhor opção, pois você paga o valor do carro e dá para pechinchar, mas se houver a necessidade do automóvel mas a grana não está disponível, o financiamento se faz como opção. Vale o comprador estar cinte que no final do pagamento estará pagando o valor de dois automóveis. Então a prazo só se for emergência e se qualquer outra opção não estiver a disposição, como comprar avista, mas um carro mais velhinho de 5 ou 7 anos de idade.

 

 

Vale a pena?

Cheirinho de carro novo é muito bom, mas quando esse cheiro vale a pena? Simples. Se você tem condições financeiras e não vai se endividar por conta de um carro novo, vai lá e faça o uso de seu dinheiro, é para isso que você trabalha. Vá a concessionaria e compre um carro novo com tudo que você pode pagar. Mas se você vai se meter em dividas, empréstimos e financiamentos, pense duas vezes antes de fazer isso, pois há inúmeras outras opções para você, que pode custar bem mais barato e evitar muitas dores de cabeça.

Para ajudar na escolher melhor na hora da compra, leia sobre a a compra de carros pela internet, mutias vezes pode ser a  melhor escolha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *