«

»

Como trocar o freio traseiro

O presente artigo pretende descrever com o maior detalhe possível, os passos a seguir para deixar os freios traseiros com a eficácia correta.

Quais ferramentas são necessárias?

  • Suporte para sustentar o auto;

  • Chave tubo de 30 mm com um tubo longo para alavanca;

  • Chaves de 13mm;

  • Chave de 10mm;

  • Alicate bico de papagaio;

  • Chave de fenda com a ponto larga;

  • Graxa;

  • Pincel para limpeza.

Para começar, afrouxar as porcas das rodas traseiras, depois erguer a parte traseira do veículo e coloque os suportes de apoio, um de cada lado. Por baixo do carro, existe o cabo do freio de mão, deve-se afrouxá-lo. Para isso tem que usar 2 chaves de 13mm.

Agora é preciso soltar os parafusos que já foram afrouxados para facilitar podemos usar um tubo de 30mm como alavanca.

Depois deve-se extrair os parafusos existentes. Como mostra a figura abaixo:

Para desmontar o que se vê, só com muita paciência, e memória para o armar depois. Caso queira imprima esse tutorial e utilize no ato da desmontagem.

Desmontar como mostra a figura abaixo:

Observar BEM a posição e forma de cada parte enumerada e os tirar tomando cuidado para não misturar os lados já que têm (lado direito e esquerdo). Agora devem ir a uma casa de freios ou uma boa autopeças, para que dêem um “passe” ou “retifiquem” os tambores de freio (tempo aprox. 1 hora). Enquanto isso, aproveitem e comece a limpar a sujeira que fica acumulada. Utilizem uma mascara se possível para proteger-se já que aspirar o pó que sai é prejudicial…

Cilindros de freio (importante): se os cilindros de freio têm perda de líquido pelos retentores de borracha, é importante trocá-los. Também os verifiquem pressionando com a mão o pistão, este deveria se mover facilmente para adentro e empurrar para fora o pistão oposto. Se isso não ocorrer, quer dizer que se acumulou “ferrugem” dentro do cilindro (o qual é muito comum), e deverão trocar o cilindro completo ou tentar destravá-lo usando um spray lubrificante anti ferrugem, mas se nada mudar é preciso trocá-lo.

Em caso de troca, tirem o condutor de freio (chave de 11 ou 13mm), logo os dois parafusos de 10mm que sustentam o cilindro ao platô e pronto. Uma vez substituído deverão proceder a “sangria” no circuito.

Avalie todo o sistema, se precisar comprar alguma coisa, aproveite quando for buscar os tambores que passaram pela retífica.


Com tudo em mãos, é só seguir a orden inversa para a montagem, observando a correta montagem, posições de cada parte enumerada na foto acima. No local que fez a retífica ou qualquer mecânico pode remontá-lo caso você cometa algum equívoco, é rápido e fácil.

Coloque um pouco de graxa nas molas e nos locais que você perceberá que haverá contato entre metais, afim de lubrificar e proteger o sistema.

Ajuestem o cabo de freio de mão de maneira inversa como foi desmontado. Deixe-o bem firme, no “click” do segundo dente, pois futuramente será necessário reaperta-lo.

Quase tudo pronto… Lubrifiquem a ponta do eixo onde vai montada o tambor do freio e o coloquem no devido lugar. Reapertar a porca central sem apertá-la demais. Entre no veículo e comecem a pressionar o pedal de freio. Ouvirão um “click” no freio traseiro, por isso peça a um ajudante que pressione o pedal enquanto você observa. Pressionar várias vezes até que não se mais ou ruído normal de que tudo esteja se auto ajustando. Se tudo ocorreu bem, apertem ao máximo a porca central de fixação, recoloquem as rodas e saiam a dar umas voltas. Faça um teste, pise bem fundo no pedal do freio, solte-o e logo em seguida puxe a alavanca do freio de mão e perceba se o freio segura o veículo ao aceleram em marcha ré.

Devemos observar com cuidado:

Não pressionar o pedal de freio com o sistema desarmado (com isso desarmará os pistões e perderão líquido). O correto reaperto do cabo de freio de mão. A Correta fixação das molas e das lonas. O correto ajuste da porca central. O correto nível do líquido de freios e a sua devida sangria para a retirada do ar.

Por cautela, podem revisar os rolamentos quando estiverem mexendo nos freios, verificando seu estado: os rolamentos devem ter um giro suave, sem ruídos, e sem jogo nas rodas. Se ocorrer será preciso substituir, e o recomendado é trocar os 2 traseiros. Para comprar você mesmo compra, mas para retirar e recolocar o rolamento de cada lado será preciso levar a um mecânico ou alguém CAPACITADO que tenha uma prensa de oficina mecânica ou prensa HIDRÁULICA, já que é a única maneira de retirá-los e recolocá-los. Retirar e recolocar com marteladas NÃO é o modo correto.

Espero que tenham entendido o bastante para compreender o processo, se acharem que podem trocar sozinhos, faça. O medo de errar é algo que nos impede de crescer. Se você tem receio e medo de não conseguir, talvez seja melhor pra você levar para um profissional capacitado ou empresa especializada em freio para a execução do trabalho.

Obs: A cor vermelha foi apenas para melhor ilustrar e diferenciar o “antes” e o “depois” do processo.


CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on TumblrShare on LinkedInPin on Pinterest

2 comentários

  1. sergio

    oi! não consigo encontrar o kit de molas de freiop nem a lavanquinha de regulagen do frio traseiro peças–(4-7-5-3) ld esquedo e 3-4-5-6- ld direito

  2. ademar jose de farias

    gostaria de me informar tenho um opala 89 gual forma de sangra mento de freio
    ja sengrei o cara mas contia o pedal baixando sem freio sem resultado abraço obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>