«

»

Velas de Ignição – parte 2

Leia a primeira parte deste post em:  Velas de Ignição – parte 1

:: Corrugações

Você já deve ter percebido que as velas possuem certas corrugações no seu corpo cerâmico. Essas corrugações são muito importantes, uma vez que servem para evitar fugas de alta tensão pelo corpo isolante da vela.

Se não houvessem as corrugações, devido a alta tensão aplicada na vela, haveria fugas pelo seu corpo, o que provocaria falhas no funcionamento do motor. Lembre-se, quando maior a pressão nos cilindros, maior será a resistência interna e maior deverá ser a tensão aplicada na vela. Isso significa que o motor iria falhar justamente no momento que necessitasse de maior torque, como em subidas de ladeira por exemplo.

Com as corrugações, podem ser aplicadas até 32000 volts aproximadamente na vela que não haverá fugas.

Veja na figura abaixo um exemplo de fuga, aplicando um alto valor de tensão.

Como as corrugações evitam esse vazamento?
Muito simples, com elas é possível aumentar a distância do corpo isolador. Isso faz com que o conector superior da vela fique mais afastado do corpo sextavado da vela que é aterrado no próprio cabeçote do motor. Na realidade esse afastamento não é físico e sim numa maior área do corpo isolante. Exemplo: O espiral de um caderno pode ter 30 cm, mas se você esticá-lo, terá quase um metro.

:: Velas resistivas

Esta vela incorpora uma resistência de cerâmica de 5 k ohms (por exemplo), para eliminar os ruídos magnéticos da ignição gerados durante a emissão de faíscas.

Uma vela resistiva elimina os ruídos magnéticos que interferem com rádios de automóveis, comunicações móveis e telefones celulares. Evita também o funcionamento incorreto dos sistemas eletrônicos de controle de injeção de combustível.

Nos veículos com injeção eletrônica, é fundamental a sua utilização, principalmente quando a unidade de comando ou centralina do sistema se encontra localizado no compartimento do motor, como é o caso da linha FIAT. As interferências podem gerar falhas no funcionamento do motor, fazendo com que o reparador tenha a impressão que o problema possa estar em algum sensor ou atuador do sistema de injeção.

Como a vela tipo resistiva tem incorporado uma resistência, algumas pessoas pensam que estas velas têm efeitos negativos sobre o arranque, aceleração, economia de combustível e emissões. Esta vela não afeta o rendimento do motor; portanto não duvide em usá-la.

 

Abaixo, segue um gráfico

Efeitos de eliminação de ruídos da vela do tipo resistiva
(comparada com uma vela do tipo convencional)

Tal como se mostra ao lado, os ruídos se reduzem em todas as zonas de freqüências mediante a instalação de velas tipo resistivo.

Vale lembrar que é de extrema importância que os cabos também não interfiram na frequência dos sinais.

Durante toda essa matéria, mostramos as duas marcas mais utilizadas atualmente, a NGK e a BOSCH. Ambas as marcas são de excelente qualidade. Porém existem diversas outras marcas que asseguram um bom funcionamento do motor.

Espero que tenham aprendido muitas coisas sobre velas de ignição nesta matéria.

Lembrem-se, utilizem sempre as velas corretas para o seu automóvel.

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on TumblrShare on LinkedInPin on Pinterest

2 comentários

  1. Balbino Soares Gusmão

    Olá, como usuário do site R19, desejo receber por e-mail noticias e novidades e informações em geral sobre carro.

    Grato Balbino Soares Gusmão

  2. anderson

    muito boa materia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>