,

Porsche: Não faremos mais GT Suv’s

A demanda por SUV’s mais rápidos e luxuosos criou alguns leviatãs da performance bem inusitados

Porsche: Nós não faremos mais GT Suv’s – Nunca mais.

A demanda por SUV’s mais rápidos e luxuosos criou alguns leviatãs da performance bem inusitados. O número de construtoras premium que estão se segurando contra a moda vem diminuindo a cada minuto. Entretanto, mesmo que o Porsche possa reclamar o credito por ter começado esse segmento inteiro com o Cayenne original, nós podemos ficar tranquilos pois a divisão Motorsport garantiu que não vai diversificar em direção aos SUV.

De um ponto de vista do Marketing, o Cayenne ou o Macan denominados GT fariam um grande sentido. Nós vivemos em um mundo aonde ambos, Lamborghini e Rolls-Royce, tem se comprometido a produzir SUV’s. Porem Andreas Preuninger, diretor de ponta a ponta do desenvolvimento do Porsche GT, prevê que é mais provável o inferno ter um solo coberto de gelo do que sua divisão trabalhar em algo que não seja carros esportivos DE VERDADE.

“A credibilidade dos carros GT é baseada na linhagem direta dos carros de corrida”, disse ele ao C/D. “O consumidor que compra um GT3 sabe que existe um derivado dele correndo nas pistas todo final de semana, competições afora. ” Enquanto Preuninger insiste que é um grande fã do Cayenne e que ele mesmo dirige regularmente um modelo turbo do carro, ele também disse que o carro nunca poderia se tornar um GT sem antes ser iniciado em um grande programa de esporte automotivo.

“Se nós fossemos dar entrada no rally Dakar com um Macan ou um modelo Cayenne – algo que nós temos planos de fazer – então talvez o departamento de esportes automotivos (motorsport) desenvolvesse um carro e trouxesse ele até as pistas de corrida. Ai então eu poderia ter uma boa desculpa para fazer algo direcionado as ruas, o que está bem perto, ” disse Preuninger. “ Contudo, só usar um distintivo no Panamera ou no Cayenne para deixa-lo mais atraente não seria verossímil, na minha opinião. Seria somente marketing. Eu não acho que isso seja a coisa certa a se fazer. ” Nós concordamos totalmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *