,

7 ruas mais estranhas do mundo

Rus íngremes, tortuosas e muito confusas, aqui está uma lista com as peças de infraestrutura mais memoráveis do mundo. Elas são o tipo de estrada que talvez você tenha que andar um bocado só para ver.

Vias malucas: 7 ruas mais estranhas do mundo

A maioria das ruas são simples, diretas e sevem bem, de uma maneira literal e chata de ser um meio para um fim. Porem algumas são mais que isso, atraindo turistas simplesmente para ver sua estranheza. Rus íngremes, tortuosas e muito confusas, aqui está uma lista com as peças de infraestrutura mais memoráveis do mundo. Elas são o tipo de estrada que talvez você tenha que andar um bocado só para ver.

História originalmente publicada no Popular Mechanics.

State Street – Bristol, Virginia/Tennessee

O gecko da Geico a fez famosa – bom, pelo menos mais famosa – pulando de cima a baixo através da linha amarela centra de State Street, com cada pulo ele estava em um estado diferente. Servindo o centro da cidade de Bristol, a State Street é a linha que divide dois estados diferentes: Virgínia, ao norte, e Tennessee, ao sul. Marcadores de bronze grifam a rua, para ter certeza de que os turistas vão acertar o lugar em que estão indo. Outra rua, similar em estranheza, separa dois países inteiros – Rue Canusa divide os camaradas de Quebec, Canada e aqueles que estão em Derby, Vermont. Porem nenhuma das ruas divide com a mesma vibe de centro da cidade como a State Street.

Ebenezer Place – Wick, Escócia.

Em muitas cidades mais velhas do mundo, você pode encontrar ruas anciãs tão estreitas que as pessoas mal conseguem passar, porem a rua mais curta que as pessoas, na verdade, atravessam por uma questão de curso, fica na Escócia. Com apenas 6 pés e 9 polegadas de largura, Ebenezer Place não deixa espaço para basicamente nada. Porem ela bomba o endereço, pois a porta para o Bistro No 1, parte do Mackays Hotel, fica no território dessa interseção das ruas Union e River.

Avenida 9 de Julho – Buenos Aires, Argentina.

Depois da construção total se estender por cinco décadas, as 12 ruas de trafego e as bem cuidadas medianas abriram como a rua mais larga nos anos 80. Turistas tiveram bastante tempo para passear nos pontos turísticos de Buenos Aires como o Obelisco, Teatro Colon ou a estátua de Don Quixote, já que leva três faróis verdes para cruzes a rua de 459 pés.

Baldwin Street- Dunedin, Nova Zelândia.

A rua Baldwin, na Nova Zelândia é uma das mais íngremes acessíveis a veículos no mundo, com uma inclinação de, pelo menos 35%. A Canton Avenue em Pittsburgh vence ela levemente em questão de números, porem Baldwin Street ganha em estilo, pois é cede anual da corrida de Jaffa – Jaffas são pequenos doces esféricos – e com as casas que alinham todos os seus 1150 pés de comprimento. Abaixo da inclinação, asfalto é superfície escolhida, porem o grau em si, que acaba com um beco sem saída em seu pico, é feito de concreto para facilitar a manutenção de tão íngreme inclinação.

  Lombard Street – São Francisco, California.

Claro que a Lombard Street está inclusa aqui. Quando a famosa rua de São Francisco foi construída, 27 % da inclinação foi feita muito íngreme para qualquer veículo trafegar, então equipes adicionaram oito alterações que diminuíram a inclinação para 16% e fizeram dessa rua uma das mais tortuosas. Sua porção enroscada tem somente um oitavo de milha e a via única (somente decida) que atrai turistas tem um limite de velocidade de 5 mph, o que é melhor para se maravilhar com as casas de alto preço em ambos os lados.

Maeklong Railway Market – Tailândia.

Certo, o Maeklong Railway Market não é uma rua típica (tente dirigir um carro aqui), porem pessoas vem para essa rua movimentada da periferia de Bangkok, pelas comidas frescas do mercado. Acontece, por acaso, de ter uma ferrovia passando pelo meio da feira. Com os vendedores espalhados pela rua, uma buzina avisa da vinda do trem espalhando uma agitação de atividade, com toldos sendo rapidamente retirados e bens sendo movidos pra trás, o suficiente para permitir que o trem se esprema ali. Uma vez que o trem passa, o mercado – e a rua – voltam à vida.

The Magic Roundabout – Swindon, Inglaterra

Com cinco pontos de entrada – incluindo a Drove Road, ponto original – a Magic Roundabout, como é conhecida pelos moradores locais, é uma parte icônica de Swindon, sistema rodoviário da Inglaterra. Ele tem cinco mini rotatórias circulando uma rotatória central; trafico nas versões mini se move em sentido horário, permitindo trafego no sentido anti-horário nas maiores partes internas. Sim, é esquisito, veja o vídeo do espaço de tempo aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *